5 dicas para compor suas campanhas com material de PDV

Compartilhe:

Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp

A escolha do material de PDV, ou ponto de venda, pode ser o chamariz para definir o crescimento em visibilidade e lucro da sua empresa.

Portanto, escolher os materiais certos para ganhar destaque requer uma estratégia que garante o aproveitamento concreto desse momento direto com o público.

Há muitos tipos de merchandising em PDV, como faixas de gôndolas, adesivos de chão, móbile, totens, banners, stopper, entre outras opções interessantes. Porém, como definir o rumo certo a seguir?

Confira as dicas que separamos para ajudar nessa escolha, conforme a necessidade e a mensagem que sua marca necessita transmitir em determinado projeto.

1 – Destaque seu produto com inteligência estratégica

Defina uma estratégia para destacar seu produto. Não apenas aparecer, mas escolher a opção mais acertada de uma comunicação visual.

Por exemplo, analise se um stopper, localizado na linha dos olhos, será mais assertivo que um adesivo de chão. Para isso, é viável estudar o local (região do PDV), localização, horário de funcionamento, posicionamento coerente da gôndola, categoria correta, precificadores adequadamente alojados e com sinalização devida, entre outros fatores.

Entretanto, é importante ressaltar: a estratégia não pode brecar a criatividade. Lembre-se: ousar é parte viva desse mundo de propaganda/merchandising.

2 – Chame atenção da maneira certa

Diferencie-se para chamar a atenção do PDV de maneira inteligente e estruturada, com um merchandising de acordo com seu negócio. E aqui, mais uma vez, não só no apelo visual, mas também pensando em diversas características que envolvam seu público-alvo.  

A altura das prateleiras pode ser um fator decisório, principalmente quando seu público é composto por crianças e terceira idade. Nesse caso, elas precisam ser baixas para que cumpram sua missão. Outra situação é na composição do material. Você pode fazê-lo todo focado em reciclagem, de saldo, mostrando a preocupação da marca com o meio ambiente.

Fatores como esses podem expandir a divulgação de seu conteúdo e conquistar mais vendas e cliques para suas redes sociais;

3 – Definir onde você precisa estar

Compreender o local físico em que estará o PDV é explorar a forma correta de suas aplicações. Para isso, é necessário saber o fluxo de pessoas que por ali passam, o que contém nos seus arredores, se as mensagens de outras marcas do entorno influenciam no seu conteúdo, entre outras coisas.

Recomenda-se fazer um estudo minucioso com sua equipe de marketing antes dessa definição.

4 – O que estará nesse PDV

Saber diferenciar os materiais de merchandising faz parte de seu plano de resultados.

Para ajudar, segue um breve resumo dos principais:

– Precificador: uma peça de plástico ou acrílico que identifica o valor do seu produto.

– Display de balcão: exclusivo do ponto de venda, esse material é utilizado para divulgar uma informação visual, exposto dentro de um estabelecimento ou PDV.

– Stopper: peças publicitárias que ficam no expositor promocional, perpendicularmente às prateleiras ou gôndolas. Fixados na altura dos olhos, informam o consumidor sobre as vantagens de adquirir determinado produto ou lançamento.

– Moldura de gôndola: como o nome mesmo diz, essa moldura demarca o espaço da gôndola e a atenção do cliente.

5 – A ajuda de um especialista

Contratar uma empresa especializada pode ajudar, não só com a assessoria nesse processo, mas na otimização e produção de todo o material de divulgação.

Deixe um comentário