DESTAQUES

Formatos de papel

Compartilhe:

Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp

Você sabe quais são os formatos mais tradicionais de papel?

A série “A” , tida como a mais popular dentre as variedades de papéis, está inclusa na ISO 216, que específica determinadas tolerâncias para a produção dos tamanhos, tais quais:

• ±1,5 mm (0,06 pol.) para dimensões de até 150 mm (5,9 pol.)

• ±2 mm (0,08 pol.) para comprimentos na faixa de 150 a 600 mm (5,9 a 23,6 pol.)

• ±3 mm (0,12 pol.) para dimensões acima de 600 mm (23,6 pol.)

Além disso, outras questões presentes na produção de papel da série “A” pela ISO 216 são:

• O comprimento dividido pela largura deve ser de 1,4142;

• O tamanho A0 apresenta uma área de 1m²;

• Cada tamanho subsequente A(n) é definido como A(n-1) cortado pela metade paralelo a seus lados mais curtos;

• O comprimento e a largura padrão de cada tamanho são arredondados para o milímetro mais próximo, uma vez que a √2 utilizada para o cálculo nem sempre gera um número inteiro.

Dentre os tipos de papel da série A, um dos mais tradicionais é o A3, que se caracteriza como um formato intermediário e cujas dimensões são de 297x420mm.

Já o A4 é o formato mais tradicional do mundo. Com as dimensões de 210x297mm, este formato possui uma ótima versatilidade, podendo ser utilizado para uma grande variedade de produtos como, por exemplo, cartazes, revistas e catálogos.

O A5, com medidas de 210x148mm, é normalmente utilizado para a produção de flyers e materiais de divulgação econômicos. Já o A6, com medidas de 148x105mm, é ideal para a produção de crachás, afinal de contas, apesar de pequeno, é visível e possibilita a inserção de informações.

Deixe um comentário

Scroll Up